Categorias: Imunidade

Coronavírus e imunidade: entenda o perigo e como prevenir

Se você está minimamente antenado nos noticiários nacionais e globais, com certeza já se preocupou com a possibilidade de contrair o Coronavírus. Nesse texto vamos falar sobre como o coronavírus e imunidade estão relacionados e como se prevenir dessa e de outras doenças virais.

Quando uma doença, de uma hora para a outra, começa a infectar e matar pessoas, é natural que as atenções se voltem para o caso. Mas a verdade é que o Coronavírus é uma doença viral como tantas outras e que acaba afetando drasticamente as pessoas que têm ou estão com a imunidade muito baixa. Por isso, é importante pensar como está a sua imunidade e garantir alguns cuidados.

Desenvolvimento do Coronavírus

O vírus Coronavírus foi registrado pela primeira vez em 1937, na China, e casos de adoecimento pelo vírus Corona tem aparecido desde lá. Mas a preocupação global em torno desses adoecimentos veio com o agravamento dos casos, resultado de uma modificação no vírus que levou ao aparecimento do que a comunidade científica está chamando de “novo coronavírus – nCoV-2019”.

O novo coronavírus surgiu em dezembro de 2019 e desde então já foram registrados mais de 40 mil casos em 18 países. Destes, 910 morreram até o presente momento. Os principais sintomas da doença são a febre, tosse e dificuldade para respirar, o que pode ser confundido facilmente com uma gripe comum por exemplo.

Por isso, a preocupação deve ser redobrada mesmo quando o corpo aparenta estar apenas resfriado. Os casos mais graves de Coronavírus afetaram especialmente pessoas mais velhas e portadoras de alguma doença crônica como Diabetes, doenças cardiovasculares, problemas pulmonares e câncer.

Coronavírus e imunidade

A revista The Lancet, uma das principais publicações de saúde do mundo, publicou esse mês uma pesquisa que informou que a média de idade dos pacientes que foram internados por conta do Coronavírus em hospitais da China era de 55 anos e 37% tinham mais de 60 anos. A principal contribuição da pesquisa é mostrar a doença está diretamente ligada com o envelhecimento e as enfermidades crônicas porque essas condições acabam afetando a imunidade do indivíduo.

O sistema imunológico é responsável pela defesa do corpo e quando ele está enfraquecido, ficamos suscetíveis a bactérias, fungos e vírus. A ação imunológica é responsável por manter o organismo livre de tumores, infecções e outras doenças, entre elas, o Coronavírus.

Mas como descobrir se a sua imunidade está baixa? Alguns sinais simples podem estar indicando isso no seu dia a dia, por exemplo, se você costuma ter cansaços excessivos. Sabe aquela história de acordar cansado? Isso é um alerta, é o corpo falando. Alguns incômodos também chegam para dar esse tipo de sinal como amigdalites, otites, candidíases e gripes frequentes.

Como melhorar a imunidade

Em Londres, pesquisadores do Imperial College já estão trabalhando em uma vacina que deverá proteger os seres humanos do coronavírus, no entanto, a substância deve ficar em teste por pelo menos 10 meses. As vacinas são uma importante ação para proteger o corpo das doenças, ao contrário do que tem sido falado por aí.

Mas, por enquanto, o que se pode fazer para manter o Coronavírus e outras doenças bem longe é ter outros tipos de cuidado. Conheça alguns:

  • Pegar sol no período da manhã para produzir vitamina D;
  • Consumir alimentos como frutas, verduras e legumes;
  • Evitar fast foods e alimentos industrializados;
  • Tomar alguns suplementos alimentares ajudam a estimular a imunidade;
  • Dormir adequadamente;
  • Beber muita água.

Remédios e suplementos para imunidade

Muitas pessoas apresentam deficiências na absorção de nutrientes e/ou micronutrientes. Esta deficiência, por sua vez, acaba afetando a capacidade do organismo de diversas maneiras, podendo prejudicar, inclusive a imunidade e o combate às infecções.

A forma mais natural de melhorar a imunidade é dando uma atenção maior à alimentação. O consumo de frutas cítricas, alho, cebola, gengibre, iogurte natural e kefir costumam ajudar a melhorar o funcionamento do sistema imunológico.

Outra forma de garantir nutrientes é fazendo uma suplementação de vitaminas, minerais e agentes detoxificantes através de suplementação, com comprimidos. A médio prazo, uma suplementação pode trazer mudanças significativas para o dia a dia em relação ao bem-estar.

Terapia infusional para imunidade

Se você está procurando uma resposta imediata para solucionar uma indisposição energética, a saída pode ser uma infusão endovenosa. Esse tipo de suplementação possibilita a obtenção de níveis de micronutrientes muito mais rápido que de forma oral.

A terapia infusional é indicada especialmente para algumas pessoas: para quem realizou uma cirurgia bariátrica, por exemplo, ou que tenham um déficit absortivo relacionado a uma doença inflamatória intestinal ou doença celíaca, mas qualquer pessoa pode apostar na infusão como uma forma rápida e eficaz de se sentir bem.

Agora você já sabe que a baixa imunidade dá sinais o tempo todo no corpo e que para se ver livre de doenças perigosas como o Coronavírus, é importante dar atenção a esses sinais. Se você está se sentindo desacelerado ultimamente ou tem vontade de fazer uma suplementação e não sabe por onde começar, entre em contato com a gente.

Aqui na clínica Longevidade Personalizada analisamos cada pessoa e cada caso como um modelo único e pensamos juntos sobre a melhor forma de tratamento para cada indivíduo. Para manter longe o Coronavírus e a imunidade alta, pode contar com a gente.

Dr. Victor Paviani

Compartilhe
Publicado por
Dr. Victor Paviani

Posts recentes

Saiba como o anticoncepcional influencia no desejo feminino

Na década de 1960, a primeira pílula anticoncepcional chegou ao mercado e tornou possível uma…

2 meses atrás

Saiba como o anticoncepcional influencia no desejo feminino

Na década de 1960, a primeira pílula anticoncepcional chegou ao mercado e tornou possível uma…

3 meses atrás

Saiba como reconhecer a falta de nutrientes no seu corpo

Para evitar a falta de nutrientes no corpo, nada é mais importante que o conhecimento…

3 meses atrás

Genética e doenças: saiba como descobrir e utilizar o mapeamento genético a seu favor

Apesar de a predisposição genética ser um fator chave para o desenvolvimento de algumas doenças,…

4 meses atrás

Entenda porque comer de 3 em 3 horas pode não ser uma boa ideia

O corpo humano é uma máquina muito inteligente e a fome é um recurso que…

4 meses atrás

Entenda o que a sua dor de cabeça tem a ver com a alimentação

As dores de cabeça são extremamente incômodas e prejudiciais à produtividade. Todo mundo já passou…

5 meses atrás