Categorias: Longevidade

Saiba como reconhecer a falta de nutrientes no seu corpo

Para evitar a falta de nutrientes no corpo, nada é mais importante que o conhecimento e o autoconhecimento, por isso, vamos falar sobre esse assunto hoje.

Os nutrientes fazem parte de todos os alimentos e são divididos entre macronutrientes (carboidratos, proteínas e gorduras) e micronutrientes (vitaminas, minerais e fibras). Por conta da alimentação que fazemos atualmente, é muito comum que as pessoas apresentem algum tipo de deficiência em nutrientes e/ou micronutrientes durante a vida adulta e, às vezes, desde a infância.

A deficiência de nutrientes dá sinais no corpo desde muito cedo e, com o agravamento dos casos, a falta de nutrientes pode afetar a capacidade do organismo de desempenhar funções vitais como a produção de energia e o combate às infecções, mas antes de isso acontecer é possível tomar uma atitude e impedir o agravamento dos sintomas. Veja a seguir os sinais que o corpo pode dar.

5 sinais de que faltam nutrientes no corpo

Na correria do dia a dia, acabamos nos acostumando com os desconfortos que o corpo sinaliza, às vezes o corpo grita, mas é comum que continuamos a ignorar, no máximo tomando um analgésico para a dor cessar. Mas esses sinais muitas vezes estão indicando a falta de algum nutriente específico e podem desencadear em problemas muito maiores. Confira alguns sinais do corpo:

1 Sinal) Queda exagerada dos cabelos

As quedas de cabelo podem estar relacionadas à ausência de ferro, cobre e zinco, de aminoácidos presentes nas proteínas e de vitaminas (biotina, vitamina D, complexo B). Já a falta de minerais pode estar deixando os fios de cabelo mais finos e quebradiços. Geralmente as quedas de cabelo podem ser resolvidas apenas com a criação de hábitos mais saudáveis de alimentação.

2 Sinal) Cansaço extremo

Dormir bem e no mínimo 8h é importantíssimo para se sentir descansado durante o dia, mas o sono não é a única coisa que interfere no cansaço. A falta de nutrientes como cobre e ferro podem estar causando cansaço. A vitamina D também é importantíssima para se sentir disposto, nesse caso, o segredo é tomar 20 minutos de sol por dia, sem protetor solar e com a maior parte do corpo possível à mostra.

3 Sinal) Problemas de pele

As questões de pele muitas vezes estão relacionadas com a falta de nutrientes. A falta de vitaminas do complexo B, por exemplo, gera ressecamento e descamação da pele. A vitamina C em falta também costuma causar problemas como sangramentos e pontos vermelhos na pele. Já a dermatite está muitas vezes relacionada à falta de vitamina A e de zinco.

4 Sinal) Oscilação de humor

Alimentos anti-inflamatórios, gorduras boas e antioxidantes são muito importantes para garantir o bom funcionamento do cérebro. Alguns estudos indicam que comer determinadas frutas, legumes, verduras e oleaginosas, causam um efeito restaurador sobre o cérebro. Os açúcares e as gorduras são super importantes para gerar energia, mas ao mesmo tempo, em excesso, eles causam desequilíbrios importantes.

5 Sinal) Formigamento e dormência nas mãos e nos pés

Quando o organismo sente falta de vitaminas do complexo B, especialmente B6, ácido fólico e B12, os nervos mais próximos da pele acabam ficando afetados. Nesse caso, a dormência e as sensações de formigamento são comuns. No fim das contas, sua vó não estava errada quando disse que você precisava comer banana quando reclamou de dormência. Alimentos como espinafre, ovos e ervilhas também podem ajudar.

1 Sinal) Aposte na suplementação

Todos os sintomas citados acima são apenas os mais comuns relacionados à falta de nutrientes no corpo. Entretanto, como cada organismo é único, os sinais podem variar bastante de uma pessoa para outra. Se você sente que o seu corpo está passando por mudanças significativas, mesmo que pareçam pequenas, pode ser uma boa ideia fazer um acompanhamento com um médico ou nutricionista para realizar uma reeducação alimentar.

A partir de uma avaliação profissional é possível cogitar a suplementação de nutrientes pode ser realizada de maneira oral, através de cápsulas, mas para uma resposta mais rápida do corpo, também pode se considerar a utilização do método endovenoso.

Na terapia infusional diversos nutrientes e agentes terapêuticos podem ser suplementados diretamente na corrente sanguínea. Esse tipo de terapia é usada geralmente para alívio de estresse e aumento de energia. Além disso, podem ser muito úteis em quadros mais complexos como fadiga crônica, enxaqueca, obesidade, entre outras.

Se você já tentou de tudo para ter uma dieta equilibrada e, mesmo assim, continua tendo sintomas que indicam que há algo de errado, venha para a clínica Longevidade Personalizada e vamos pensar no tratamento ideal para que você não sofra mais com a falta de nutrientes no corpo.

Dr. Victor Paviani

Posts recentes

Saiba como o anticoncepcional influencia no desejo feminino

Na década de 1960, a primeira pílula anticoncepcional chegou ao mercado e tornou possível uma…

2 meses atrás

Saiba como o anticoncepcional influencia no desejo feminino

Na década de 1960, a primeira pílula anticoncepcional chegou ao mercado e tornou possível uma…

3 meses atrás

Coronavírus e imunidade: entenda o perigo e como prevenir

Se você está minimamente antenado nos noticiários nacionais e globais, com certeza já se preocupou…

3 meses atrás

Genética e doenças: saiba como descobrir e utilizar o mapeamento genético a seu favor

Apesar de a predisposição genética ser um fator chave para o desenvolvimento de algumas doenças,…

4 meses atrás

Entenda porque comer de 3 em 3 horas pode não ser uma boa ideia

O corpo humano é uma máquina muito inteligente e a fome é um recurso que…

4 meses atrás

Entenda o que a sua dor de cabeça tem a ver com a alimentação

As dores de cabeça são extremamente incômodas e prejudiciais à produtividade. Todo mundo já passou…

5 meses atrás