Categorias: Longevidade

5 dicas para emagrecer saudável

A segunda-feira vai chegando e milhares de brasileiros, por todo o território, se preparam para o início de mais uma dieta. Mas apenas a restrição alimentar, que é o foco da maior parte dessas dietas, não ajuda a emagrecer saudável. É por isso que 96% das pessoas que fazem tratamentos para emagrecer voltam a engordar.

Para uma dieta bem sucedida, é necessário ter consciência, além de muita vontade para mudar alguns hábitos. Mas há também quem tenha mais dificuldade e por isso, precise de um acompanhamento médico mais próximo. Nesse texto, vamos falar sobre alguns passos para o emagrecimento saudável, entretanto, essas dicas não devem substituir o auxílio de um profissional na dieta.

1) Saiba qual é o seu motivo para emagrecer

Muitas pessoas passam a vida toda pensando que seria bom se livrar de alguns quilinhos, mas essa vontade pode ser genuína ou uma cobrança externa, pode ser por questões de saúde, de autoestima ou simplesmente para se enquadrar em um padrão. E não tem problema! O importante é, na hora de começar um processo de emagrecimento, ter consciência do motivo de estar entrando nessa empreitada. Você já pensou sobre isso?  

2) Conheça os tipos de alimentos e saiba quando comê-los

O nutrientes são as substâncias encontradas nos alimentos, úteis para o crescimento, desenvolvimento e manutenção das funções vitais do corpo humano. Divididos entre macronutriente e micronutrientes, todos os nutrientes são importantes para a saúde do ser humano, saiba mais sobre eles:

Carboidratos

Macarrão, pão, batata, mandioca, pinhão, farinhas, arroz, mel e geleias, são os principais carboidratos presentes na dieta dos brasileiros. São esses alimentos a principal fonte de energia do corpo humano. É comum que as pessoas considerem os carboidratos como vilões. Mas isso não pode ser tido como uma verdade absoluta, já que a restrição desses alimentos pode causar fraqueza e a sonolência.

Proteínas 

Já as proteínas trabalham para a composição dos tecidos do organismo e ajudam na composição de enzimas e hormônios. Sendo as principais funções da proteína o auxílio ao crescimento e a defesa do organismo, como através dos anticorpos. A digestão das proteínas resulta em substâncias como a serotonina, importante neurotransmissor no corpo humano. 

Consideramos a proteína o nutriente mais essencial em uma dieta, mas, ao contrário do que se pensa, uma dieta equilibrada, com bastante proteína, não depende unicamente do consumo de carne animal. Pessoas vegetarianas ou veganas podem ter uma alimentação saudável, com um bom consumo de proteínas, através de grãos como feijão, soja, lentilha, ervilha, nozes e amêndoas.

Gorduras

Por sua vez, as gorduras são os nutrientes que fazem o corpo ter uma reserva de energia. Os lipídios (gorduras) tem diversas funções, sendo as mais importantes delas a formação de hormônios, a constituição de membranas celulares, o auxílio na absorção de vitaminas A, D, E e K, além de atuarem como transmissores de impulsos nervosos e fundamentais para o sistema imunológico. Os principais alimentos ricos em gorduras são: óleos, manteigas, azeites, castanhas, abacate e carne de porco.

Vitaminas e minerais

As vitaminas e minerais são micronutrientes, o que quer dizer que estão em menor quantidade nos alimentos. Geralmente são obtidos através de alimentos que são ricos também em proteínas e em vegetais. Esses nutrientes participam de reações químicas que ocorrem no organismo, ajudando no metabolismo de macronutrientes. 

3) Beba água!

A água é essencial para a manutenção da saúde, não é atoa que cerca de 70% do corpo humano é composto dela. Na hora de iniciar um processo de emagrecimento, a ingestão de água é essencial. Quando ingerimos água, a leptina e o PYY (hormônios do controle da saciedade) são liberados pelo estômago e enviam uma mensagem de saciedade ao cérebro. Assim, o corpo fica satisfeito comendo menos. O ideal é beber pelo menos um copo de água antes de cada alimentação.

4) Acostume-se aos exercícios físicos

Não precisa de tornar um corredor profissional de uma hora para a outra, mas se você deseja ter uma emagrecimento saudável, é importante se acostumar a fazer exercícios físicos com regularidade, isso significa pelo menos três vezes por semana. 

Para quem nunca teve o hábito de praticar esportes ou está há muito tempo parado, a dica é começar por atividades mais leves, especialmente esportes na água, que diminuem o impacto e garantem emagrecimento. A prática de atividade física deve ser escolhida conforme o gosto de cada pessoa, mas antes de iniciar, é importante passar por um exame médico, garantindo que essa prática não vá trazer malefícios para outros aspectos da saúde. 

5) Questões hormonais podem influenciar

Há pelo menos seis hormônios que podem estar prejudicando o seu processo de emagrecimento, são eles: testosterona, estrogênio, cortisol, GH, tireóide e leptina. Cada um desses hormônios têm suas próprias funções no organismo, mas a desregulação de qualquer um deles pode interferir na alimentação.

A leptina, por exemplo, controla a saciedade. Se a produção dela fica desregulada, você pode comer muito mais que o necessário para o organismo. Já a baixa produção na tireoide tende a deixar o organismo mais lento e gerando, além da dificuldade de perder peso, sonolência excessiva, queda de cabelo, unhas fracas e déficit de memória.

Para descobrir sobre a produção de hormônios, pode ser necessária a realização de exames, mas na maioria dos casos, uma anamnese realizada pelo médico já gera um diagnóstico. Se você está com dificuldades de realizar um emagrecimento saudável, entre em contato com um médico de confiança e planeje a sua reeducação alimentar com um especialista.

Dr. Victor Paviani

Posts recentes

Saiba como o anticoncepcional influencia no desejo feminino

Na década de 1960, a primeira pílula anticoncepcional chegou ao mercado e tornou possível uma…

1 ano atrás

Saiba como o anticoncepcional influencia no desejo feminino

Na década de 1960, a primeira pílula anticoncepcional chegou ao mercado e tornou possível uma…

1 ano atrás

Saiba como reconhecer a falta de nutrientes no seu corpo

Para evitar a falta de nutrientes no corpo, nada é mais importante que o conhecimento…

1 ano atrás

Coronavírus e imunidade: entenda o perigo e como prevenir

Se você está minimamente antenado nos noticiários nacionais e globais, com certeza já se preocupou…

1 ano atrás

Genética e doenças: saiba como descobrir e utilizar o mapeamento genético a seu favor

Apesar de a predisposição genética ser um fator chave para o desenvolvimento de algumas doenças,…

1 ano atrás

Entenda porque comer de 3 em 3 horas pode não ser uma boa ideia

O corpo humano é uma máquina muito inteligente e a fome é um recurso que…

1 ano atrás